Quais são os 3 elementos mais relevantes para as empresas obterem resultados de excelência?

Empresa

Empresa é como uma engrenagem, todos os componentes são relevantes para o seu bom funcionamento. Mas, a depender do período, do momento ou até da própria filosofia da empresa, alguns assumem uma relevância maior. Indique então até três processos que julga atualmente relevantes para obter um resultado de excelência. Pode também incluir “outro” se achar interessante.

Uma “velha” analise dos resultados (de 2015)… ainda válida!

Agrupando as respostas por macro tema, a gestão das vendas aparece em primeiro lugar (43% das respostas). A gestão dos custos não fica distante (32%). Em síntese precisamos vender, mas não adianta vender e “transformar aquela receita em custo”, tem que se transformar em lucro!

Na parte baixa da classificação, sempre agrupando por macro tema, o aspecto menos relevante é o tema “produto”. Os itens “Logística e operações/produção” e “Comunicação e posicionamento”, estão na parte baixa do ranking. É verdade que todos os temas pesquisados são relevantes, mas consideramos baixa demais a posição deste ultimo item. Trabalhar com coerência “comunicação e posicionamento” permite evitar a “guerra de preço”, e simultaneamente incrementar as vendas. Portanto, é um meio muito poderoso para os dois itens principais: vendas e custos.

Subindo na classificação, surpreende positivamente o 4º lugar do item planejamento, posição na parte alta da tabela. Até meados de 1994, a “inflação em três dígitos”, cancelou a palavra planejamento do vocabulário Brasileiro. Esta distorção cultural está, evidentemente, se perdendo. Existe hoje a plena consciência de que antecipar situações e identificar ações focadas, permite a obtenção de melhores resultados.

Para finalizar, vamos a parte alta da tabela. Quantidade parecida de votos entre os itens: Gestão dos custos e controle de gestão 18%; Vendas (novos clientes ou carteira) 16%; Relacionamento com Clientes e atendimento 15%.

Então, eficiência interna ou efetividade externa? Não precisamos ter um ganhador, e não precisamos de um conflito ideológico entre áreas e disciplinas. De fato estes processos possuem o mesmo grau de importância. Para nossa empresa temos que querer “beirar a perfeição”. Vamos, portanto sintetizar o mundo perfeito, um mundo feito de um correto equilíbrio entre produto, administração/gestão e vendas.

Síntese do mundo perfeito

Realizo um planejamento coerente. Coloco a devida atenção no processo de vendas, isto me permite ter um faturamento coerente com o faturamento planejado. Os Clientes são muito bem “entendidos” e consequentemente atendidos. São satisfeitos e me avaliam como um parceiro próximo e de confiança. Por isto continuam comprando, aliás, incrementam o volume comprado e não pensam em descontinuar a relação comercial. Isto permite dimensionar as operações e os custos com coerência e antecedência. O fluxo de caixa é gerenciado, não tenho então grandes surpresas, somente pequenos ajustes diários. Mantenho sempre o foco nos indicadores de performance, principalmente financeiros, para que possa eventualmente realizar correções tempestivas em caso de desalinhamento dos resultados. Isto, somado a um alinhamento/envolvimento periódico com a equipe e com os líderes, me permite manter o nível de produtividade e de eficiência sob controle. Periodicamente analiso com profundidade os resultados. Tenho na minha empresa um processo de desenvolvimento e melhoria continua, com foco no lucro liquido. Não tenho surpresas e os resultados da empresa estão acima da média do mercado.
Crescer ou manter? É uma opção estratégica.

Ok. Agora vamos nos perguntar: “o que falta para minha empresa trabalhar assim?”. Vamos nos questionar e vamos mudar o que for preciso.

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •